:: Doidim Por Vaquejada ® ::
1 2 3 4 5

segunda-feira, 31 de março de 2014

Leilão Fazenda São Francisco movimentará o mercado Quarto de Milha de Salvador.

Mais um grande leilão acontecerá, dessa vez em Salvador (BA), no dia 10 de abril, na casa de Eventos Unique. Dessa vez o Haras Fazenda São Francisco disponibilizará o seu lote de cavalos Quarto de Milha de alta qualidade e linhagem campeã.


Com organização de Marcelo e Gustavo Sarmento o evento traz a credibilidade do Haras Fazenda São Francisco, que tem 23 anos de experiência no mercado mesclando investimentos em animais Quarto de Milha, na linhagem de Trabalho, além de gado Holandês, Gir e Girolando.


Com plantel de cerca de 80 mil cavalos e crescimento médio anual de 20% no registro de animais nos últimos três anos, o nordeste tem despontado como um dos mais importantes mercados para cavalos Quarto de Milha.


O grande motor do crescimento do QM é o reconhecimento da Vaquejada como esporte. Entre os Estados nordestinos, os que mais se destacam na criação do Quarto de Milha são Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Ceará e Paraíba. A Bahia concentra, hoje, o maior plantel de cavalos da raça, segundo dados da ABQM. Ao todo são 17,6 mil cavalos no estado. Pernambuco vem logo atrás, com tropa de mais de 15,5 mil animais. Em seguida vêm Paraíba (9,5 mil), Ceará (8,8 mil) e Rio Grande do Norte (8,5 mil).
-
Texto: Carol Carvalho
Fonte: Portal Do Equino

segunda-feira, 24 de março de 2014

Circuito Maranhense: premiação milionária!

 O Circuito Maranhense de Vaquejada; um dos mais tradicionais e disputados do esporte em nível Brasil, em 2014 completa 17 anos. E, para comemorar o sucesso dessa competição que é a responsável pelo maiúsculo aumento no número de praticantes, o fortalecimento e a maciça profusão do esporte no Estado, neste ano virá com força máxima e premiação milionária.
 A reunião que definiu o calendário e o regulamento do Circuito aconteceu na Churrascaria Espaço Primavera, na cidade de Pedreiras (MA), dia 22 de fevereiro, e contou com a participação de todos os proprietários de parques sede da competição, juíz, locutores e a cobertura in loco da Revista Vaquejada&Cia.
A Competição, após acerto entre os proprietários dos parques sedes, terá oito etapas e pouco mais de R$ 1.000.000,00 em prêmios, incluído dois carros e 13 motos 0 km na grande final. As etapas, como praxe - serão realizadas nos principais parques de vaquejada, sendo: sete no Maranhão e uma convidada. Esta última trata-se do Parque de Vaquejada Nina Alencar, localizado estrategicamente às margens da BR 343, a poucos quilômetros da "Terra dos Heróis do Jenipapo"; Campo Maior, Piauí, e há 84 km da capital Teresina. "Anteriormente idealizamos o Circuito com 10 etapas, porém, após conversarmos - ficou acertado definitivamente que terá oito etapas. As premiações continuarão variando entre R$ 100 e 203 mil. Os parques que permaneceram têm uma história de tradição dentro do esporte, o que sem dúvida fortalece ainda mais o Circuito". pontuou Paulo Maratá, um dos coordenadores da competição e titular do Parque Maratá.
Chancela
Segundo Paulo Maratá, está sendo pleiteado junto a Associação Brasileira de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ABQM), a homologação do Circuito. O resposável pela negociação junta a ABQM, é o tradicional quartista maranhense Talib Naufel, Titular do Haras São Luís.  A Competição conta com o assentimento da Associação de Vaqueiros do Parque Maratá (APVMA), da Federação de Vaquejada do Maranhão (FEVAMA) e da Federação de Esportes Equestres do Maranhão (FEEM). "O lançamento oficial da 17ª edição do Circuito, acontecerá dia 29 de maio, durante uma mega festa que será realizada no Parque Maratá, em Trizidela do Vale (MA), com a Banda Garota Safada. Esse evento também marcará a inauguração das novas e modernas instalações do clube de shows do Parque. Aproveito a oportunidade para convidar os amantes da Vaquejada, forrozeiros enfim a todos", disse Paulo.
Entre tantas peculiaridades relevantes da competição, Paulo destacou que as etapas serão realizadas num raio de cerca de 250 km uma das outras. Exceto a de Campo Maior. "É fato que o Circuito por tratar-se de um evento de massa que reuni turistas e atletas de várias regiões do País, propicia significantes benefícios para os vaqueiros, os patrões e para a sociedade em geral". Ele também acrescentou que as ONGs de defesa dos animais há anos estão desenvolvendo um trabalho agressivo contra a Vaquejada. "Em virtude disso, um dos pontos sobretudo considerado pelos envolvidos no esporte é exatamente o bom trato e a preservação da integridade física dos bovinos e equinos. Então, as associações e federações de Vaquejada, espalhadas pelo País estão unindo forças e, no Estado do Maranhão não poderia ser diferente", Finalizou Paulo.
Clique na imagem para ampliar.
Texto: Roberto Carlos
Fonte: Revista Vaquejada & Cia

sexta-feira, 21 de março de 2014

Cidade dos Cavaleiros será a próxima parada da Assovarn 2014.

  A cidade de Parnamirim-RN, localizada na região metropolitana de Natal-RN, já vive a expectativa de mais uma grande festa de gado. A partir do próximo dia 27 de março, a vaqueirama da Assovarn vai desembarcar em uma das pistas mais concorridas da vaquejada nacional. O Parque Cidade dos Cavaleiros volta a ser palco de uma etapa do melhor circuito Amdador do Brasil e vai contemplar os campeões com R$ 90 mil em prêmios. A expectativa é que esta segunda etapa alcance o mesmo número de participantes da abertura do circuito em Monte Alegre-RN, neste caso a premiação ultrapassaria a marca dos R$ 100 mil.
A organização do evento é formada por uma grande equipe liderada por dois grandes nomes da vaquejada no Rio Grande do Norte. Mais uma vez, Jarbinhas Braz e Eliton Júnior “Etinho”, estão focados em não apenas promover uma festa que siga as regras da Assovarn/ABVAQ, mas também que ofereça o melhor em conforto para competidores, profissionais de trabalho e apreciadores do esporte Vaquejada.
A vaquejada do Parque Cidade dos Cavaleiros também contemplará os cavalos Quarto de Milha. A prova é homologada pela Associação Brasileira de Criadores de Cavalos QM, através do NQMV. O Núcleo quartista de Vaquejada premiará os cavalos campeões com um total de R$ 5 mil, sendo cinco vagas de R$ 500. Os competidores também pontuarão na maior e mais importante instituição da raça, ABQM.
As inscrições para a vaquejada da Cidade dos Cavaleiros já estão sendo realizadas na loja Free Shop do Equino, na cidade de Natal-RN. O atendimento acontece das 8h às 17h.
-
Fonte: ASSOVARN

quinta-feira, 20 de março de 2014

ANQM realiza segunda etapa do circuito de vaquejadas no Porcino Park Center.

  A Associação Norte Riograndense de Criadores de Cavalo Quarto de Milha (ANQM) realizará a segunda etapa do seu circuito de vaquejadas de 10 a 13 de abril, no Porcino Park Center, em Mossoró (RN). O maior campeonato de Quarto de Milha do Brasil irá distribuir R$ 150 mil em prêmios.

Na categoria aberta serão distribuídos R$ 70.000,00 em prêmios; já na categoria Amador serão R$ 40.000,00; na categoria Aspirante R$ 20.000,00; nas categorias Aspirante ANQM e Amador ANQM serão distribuídos R$ 5.000,00 em cada uma; a Categoria Aberta ANQM terá R$ 6.000,00 em prêmios e a categoria Extra Assovarn R$ 3.000,00.
 
A animação da vaquejada ficará por conta das bandas Bonde do Brasil, Léo Magalhães e Farra de Rico na sexta-feira (11), Furacão do Forró, Lagosta Bronzeada e Toca do Vale no sábado (12) e no domingo (13) a vaqueirama poderá dançar ao som da Banda Grafith e Pegada de Luxo.
 
Lembrando que o Porcino Park Center é um dos maiores complexos para a prática de vaquejada do Brasil. Durante cada vaquejada do Porcino Park Center, circulam pela imensa área do complexo cerca de 30 mil pessoas por noite, o que tem tornado a vaquejada um evento completo para a cidade de Mossoró e região.
-
Texto: Carol Carvalho
Fonte: ANQM

terça-feira, 18 de março de 2014

ABQM: Palavra da Diretoria e do Conselho de Administração

Prezado associado,
Há muito tempo não adotamos reajustes em praticamente todas as taxas e serviços prestados pela ABQM. Algumas permanecem com os mesmos valores congelados desde 1996, como a taxa de anuidade do sócio pleno, de R$ 300,00, embora neste período a economia do Brasil tenha acumulado uma inflação de mais de 182%. Tivéssemos acompanhado apenas o reajuste inflacionário, essa anuidade hoje seria de R$ 846,00.
Apesar da inflação anualmente acumulada, do aumento constante nos preços de produtos e serviços necessários ao nosso trabalho, dos reajustes anuais dos salários, entre outras despesas, na medida do possível procuramos sempre poupar ao máximo o associado desses reajustes.
 E assim tem sido nos últimos anos, em que o fator determinante para nada reajustarmos foi o expressivo aumento das receitas advindas do crescimento do número de sócios; dos registros de animais e demais serviços do Stud Book; da importação massiva de animais, embriões e sêmens dos EUA; e de alguns patrocínios aos nossos eventos, o que possibilitou evitar, repetimos, o reajuste de taxas e outros serviços. Estes aumentos também propiciaram à ABQM fazer investimentos vultosos na modernização de equipamentos de informática, móveis, telefonia e outros, nas reformas e modernização das sedes, na importação de equipamentos necessários às provas, na melhoria das estruturas dos eventos, como as pistas cobertas de Avaré, e outras benfeitorias naquele recinto.
No entanto, passamos a verificar que esse grande crescimento das receitas até 2011 passou a apontar sinais de refluxo em 2012, 2013 e com a mesma tendência agora neste ano que se inicia.
  • O Stud Book, que entre 2009 e 2011 apresentou um crescimento de 70%, manteve os números de registros e procedimentos em 2012 e 2013. Portanto, a tendência é que essa estabilização se mantenha em 2014;
  • A Receita Associativa continua crescendo, porém em um ritmo bem menor. Se entre 2009 e 2011 tivemos um explosivo crescimento de 145%, já em 2012/2013 (embora ainda alto para os padrões brasileiros), os números apontaram uma evolução de 32%, portanto bem abaixo dos anos anteriores;
  • A Receita de Fomento, que cresceu mais de 300% de 2009 a 2012, também registrou um declínio de 14% em 2013.
Com isso, apesar da ABQM possuir um saldo de caixa expressivo, ele já mostrou um declínio em 2013 e as projeções de longo prazo indicam que se continuar com está mesma tendência poderá haver até mesmo déficit no final de 2015, o que não é bom para nenhuma associação.
Reajustes discutidos e aprovados pelo Conselho de Administração
Com a estagnação ou menor ritmo de crescimento do número de associados e criadores, faz-se necessário reajustar as taxas praticadas, aliadas a um programa de redução de despesas e também a viabilização de novas receitas.
Conforme determinam os nossos Estatutos Sociais, a Diretoria Executiva encaminhou uma proposta de planilha de reajustes ao Conselho de Administração que, em sua primeira reunião de 2014, foi amplamente debatida, aprofundada e ampliada, de forma a permitir equilibrar nosso orçamento, repondo parte da inflação passada e praticando preços mais adequados e condizentes aos serviços realizados.

NOVOS VALORES PARA 2014
Serão os seguintes os reajuste aplicados por decisão da Diretoria Executiva e do Conselho de Administração da ABQM:
  • A taxa do Associado Pleno está sendo reajustada de R$ 300,00 para R$ 600,00 anuais.
  • A do Associado Contribuinte e do Competidor está passando de R$ 50,00 para R$ 150,00 anuais.
  • A do Associado Jovem de R$ 20,00 para R$ 60,00 anuais.
  • A taxa de inscrição dos eventos oficiais está sendo reajustada para R$ 300,00, sendo que 70% deste valor serão destinados à premiação.
  • Taxa de Gado que vinha sendo cobrada também estava bastante abaixo dos custos. Dessa forma, a ABQM continuará subsidiando a taxa de inscrição, mas trará as taxas de gado para a realidade dos custos, e mesmo assim, elas ficarão abaixo do que é cobrado em outros eventos. Como exemplo, citamos a Apartação, onde a taxa total (Inscrição + Gado) que passará a vigorar de R$ 790,00 é bastante inferior à taxa praticada em outros grandes eventos dessa modalidade.
Outro item que está sendo reajustado é a Taxa de Fomento. Esta verba, que grande parte vem da nacionalização de animais, apresentou uma redução em 2013, e deverá apresentar redução ainda maior em 2014. Não caberia nesse caso, um aumento da taxa de nacionalização, que foi majorada há dois anos, com o objetivo de melhorar a qualidade dos animais importados, objetivo esse que tem sido alcançado. Porém o reflexo disso é a redução da verba de fomento, tão importante para o estímulo de diversos eventos oficializados. Nesse caso, o reajuste está sendo feito na Taxa de Fomento anualmente cobrada dos proprietários de animais, e que não é reajustada desde 2001. Além disso, estamos igualando a taxa de animais puros e mestiços. A Taxa de Fomento passará a ser de R$ 10,00 por animal.
No Stud Book, as taxas não são reajustadas desde 2007 (com inflação de 45% no período). No geral as taxas do Stud Book estarão sendo reajustadas em 40%, sendo que os emolumentos referentes a animais mestiços serão igualados aos de animais puros. A vigência deste reajuste do Stud Book não será imediata e depende de ratificação do Ministério da Agricultura e Pecuária.
Uma Associação forte e dinâmica pressupõe estabilidade financeira permanente
Sabemos que mais despesas e reajustes nunca são bem vistos, mas com tantos anos congelados e com a acomodação das receitas da Associação, o nosso caixa poderia chegar a uma situação indesejável a longo prazo se nada fosse feito com antecedência. Tomamos o cuidado de aplicar reajustes compatíveis e, na maioria dos casos, abaixo da inflação e de manter o estímulo às atividades de esporte, garantindo com isso uma ABQM sempre melhor e sintonizada com os novos tempos.
Abaixo publicamos um quadro das taxas atuais da ABQM, em comparação com outras associações equinas brasileiras.
Clique na imagem para ampliar.
Marcelo Waldemarin Alves Ferreira (Presidente) e Conselho de Administração


Fonte: ABQM

segunda-feira, 17 de março de 2014

Título notabiliza Alexandre Fontelles,Jardinense é destaque em Jornal e Revista.

   Em 2008 o Jornal AgroValor,de Fortaleza,Ceará,lançou o título: Personalidade AgroValor,direcionado às pessoas que se destacam durante o ano nas mais diversas áreas do agronegócio brasileiro.Em 2013 foram 20 agraciados.Compondo esse seleto grupo está o empresário titular da F2L Assessoria,Alexandre Fontelles Pereira,administrador de empresas,44 anos." Esse título para mim representa mais que vaidade. É motivação e responsabilidade  para continuar trabalhando pelo desenvolvimento de nossa região",pontuou Alexandre.
Esse cearense,natural do município de Jardim,atualmente é Diretor de Marketing do Jockey Club Cearense (JCC),Presidente da NBHA/Norte Nordeste e Presidente da Associação Cearense de Vaquejada (ACEVAQ) .



Reprodução: Revista Vaquejada & Cia
Texto: Roberto Carlos
Foto: Facebook

quinta-feira, 13 de março de 2014

Haras Fazenda São Francisco realiza leilão em abril.

Salvador será palco de um grande evento no dia 11 de abril, o Leilão do Haras Fazenda São Francisco tará para a capital baiana cavalos Quarto de Milha de alta qualidade e linhagem campeã.

Com 23 anos de existência, o Haras Fazenda São Francisco preza pela qualidade dos seus animais.

Até o ano de 2004, o Haras criou somente animais Quarto de Milha, mas em setembro de 2004 comprou o primeiro animal da Raça Paint, o que fez com que o Haras Fazenda São Francisco investisse em animais Paint na linhagem de Trabalho. Atualmente alem dos cavalos, são criados também gado Holandês, Gir e Girolando.

Pré-catálogo: Clique aqui!
-
Texto: Carol Carvalho
Fonte: Portal Do Equino